“A hipótese central da abordagem centrada na pessoa é a de que o indivíduo possui dentro de si mesmo vastos recursos para a auto-compreensão e para alterar o seu auto-conceito, suas atitudes básicas e seu comportamento auto-dirigido, e estes recursos podem ser liberados se um clima definido de atitudes psicológicas facilitadoras puder ser oferecido”.

Carl Rogers (1902/1987)

Somos uma Associação Civil Sem Fins Econômicos, que tem como objetivo reunir profissionais do Estado de São Paulo que tenham esta abordagem como referência.

Um grupo comprometido com a divulgação, o estudo e a produção de material sobre a Abordagem Centrada na Pessoa, se constituindo como instância organizadora e apoiadora de eventos, mais uma referência possível para aqueles que têm a ACP como norteadora de suas ações.

Dado o pontapé inicial, a proposta é que, respeitando seus estatutos, outras construções, idéias e caminhos possam ser descobertos e trilhados por seus associados, de acordo com as experiências de cada um e do grupo como todo, de maneira a ampliar os horizontes inicialmente vislumbrados.

Nas páginas seguintes, você poderá conhecer um pouco mais sobre a Associação, a história da ACP e de Carl Rogers, ter acesso a publicações, informar-se sobre eventos, acessar links interessantes e saber como se associar.

O que é a “Abordagem Centrada na Pessoa”?

A Abordagem Centrada na Pessoa é uma abordagem das relações interpessoais desenvolvida pelo psicólogo americano Carl Rogers (1902-1987), um dos mais renomados psicólogos do século XX e um pioneiro na pesquisa científica em psicoterapia.

Carl Rogers (1.902-1.987)

O pressuposto fundamental da Abordagem Centrada na Pessoa

O pressuposto fundamental da Abordagem Centrada na Pessoa é que em todo indivíduo existe uma tendência atualizadora, uma tendência inerente ao organismo para crescer, desenvolver e atualizar suas potencialidades numa direção positiva e construtiva:

“A hipótese central da abordagem centrada na pessoa é a de que o indivíduo possui dentro de si mesmo vastos recursos para a auto-compreensão e para alterar o seu auto-conceito, suas atitudes básicas e seu comportamento auto-dirigido, e estes recursos podem ser liberados se um clima definido de atitudes psicológicas facilitadoras puder ser oferecido”.

Segundo Rogers, as atitudes psicológicas que facilitam a tendência atualizadora são:

  • Congruência – Ser congruente em uma relação significa ser uma pessoa integrada, com a sua experiência real acuradamente representada em sua consciência. A pessoa está congruente quando ela está sendo livre e profundamente ela mesma, quando está vivenciando abertamente os sentimentos e atitudes que estão fluindo de dentro dela. Ser congruente, portanto, significa ser real e genuíno.
  • Consideração positiva incondicional – Ter uma experiência de consideração positiva incondicional em relação a outra pessoa significa aceitar calorosamente cada aspecto da experiência desta pessoa. Significa não colocar condições para a aceitação ou para a apreciação desta pessoa. A consideração positiva incondicional implica um cuidado não-possessivo, uma forma de apreciar o outro como uma pessoa individualizada a quem se permite ter os seus próprios sentimentos, suas próprias experiências.
  • Compreensão empática – Compreender empaticamente significa perceber acuradamente o quadro interno de referência da outra pessoa como se fosse o seu próprio, com os seus significados e componentes emocionais, sem, contudo, perder a condição de “como se”

A atualização do indivíduo em qualquer relacionamento interpessoal

Segundo Rogers, estas condições facilitam a atualização do indivíduo em qualquer relacionamento interpessoal, seja no relacionamento terapeuta e cliente, pai e filho, líder e grupo, professor e aluno, administrador e equipe, isto é, em qualquer situação cujo objetivo seja o desenvolvimento da pessoa. Por este motivo, o campo de aplicação da Abordagem Centrada na Pessoa é bastante amplo, incluindo as áreas da psicoterapia, educação, resolução de conflitos, relações familiares, grupos de encontro, grupos de crescimento e grandes grupos de comunidade. (do site do VI Fórum Brasileiro da ACP – Canela-RS – 2005)


“A definição da ACP que propus não surgiu de um papo no barzinho da praia, no último fim-de-semana. É o próprio conceito de Rogers, e permeia toda sua vida de trabalho. Pessoas sérias devem estudar seu trabalho em profundidade. A ACP é exatamente o que as palavras sugerem, uma abordagem, que consiste de atitudes, crenças, intenções da parte da pessoa que se defronta com o fenômeno (uma pessoa em terapia, um grupo de encontro, um workshop que se reúne por vários motivos). Assim, é uma postura.” John K Wood


Convidamos a participar da REUNIÃO ADMINISTRATIVA ABERTA, na versão online, que acontecerá no dia 12/09/2021, domingo, das 10h00 às 12h00 via plataforma Zoom!

Para participar, basta acessar o link ou utilizar o ID que encontram-se abaixo:

link:
https://us02web.zoom.us/j/89480622392?pwd=SjNXTTNjWG9tZG41Ulh0cGs1enp0dz09

ou

ID: 894 8062 2392
senha: apacp

Em caso de dúvida ou dificuldade, entre em contato conosco por 11 99988-8173 (celular/whatsapp) ou beto_costard@hotmail.com.

VAMOS CUIDAR JUNTOS DA NOSSA ASSOCIAÇÃO!